Técnicos de BCR Participam do Camping Escolar



O Comitê Paralímpico Brasileiro – CPB realiza o Camping Escolar Paralímpico no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, de 29 de janeiro a 5 de fevereiro.


O projeto tem como objetivo proporcionar a jovens atletas, com idade entre 12 e 17 anos, selecionados a partir das Paraolimpíadas Escolares ao primeiro contato com a rotina de um atleta de alto rendimento. São ao todo 120 atletas de todas as modalidades que estão participando desta primeira fase do Camping, sendo seis do basquete em cadeira de rodas (3x3), também participam 21 técnicos que têm a oportunidade de acompanhar as rotinas dos profissionais de alto rendimento.


Professor Lídio Andrade, que é técnico da seleção Cearense e também da Equipe ADESUL/FORTALEZA/CE, participa do Camping como técnico indicado pela Confederação Brasileira de Basquete em Cadeiras de Rodas - CBBC junto com o Professor Celso Bobrowski técnico da equipe UNIÃO CORINTHIANS/ASPEDE/RS e técnico da seleção gaúcha e que participa como auxiliar técnico, escolhido pelo CPB dentre aqueles que participaram dos jogos paralímpicos escolares, ambos são os responsáveis pelo BCR 3x3.


Lídio conta que está muito satisfeito com o Camping e com o desenvolvimento e crescimento dos atletas, afirma que os mesmos mostram entusiasmo e querem levar os conhecimentos adquiridos no Camping para seus clubes e para suas vidas.



Para Lídio o Camping técnico vai além dos treinos na quadra, ele apresenta aos iniciantes a rotina dos Atletas de auto rendimento que por meio de palestras expõe o processo de preparação dos mesmos, a disciplina, os horários de descanso e a persistência, possibilitando a troca de experiência.


É um prazer e uma honra muito grande ser indicado pela CBBC, para mim é o reconhecimento do nosso trabalho como técnico de BCR e exalto este trabalho que a CBBC vem fazendo dando oportunidades a todos para mostrarem e desenvolverem seus trabalhos” - Lídio Andrade


A segunda etapa do Camping acontecerá no segundo semestre com os mesmos atletas e os mesmos profissionais que estão participando da primeira etapa. Entre a primeira e segunda fase os técnicos monitoram os atletas: a rotina de treinamentos, a participação de competições, assim estimulam os treinamentos dos atletas para que os mesmos se desenvolvam.


Celso Bobrowski acredita que este evento é de fundamental importância para o seu desenvolvimento pessoal e também dos atletas e dos técnicos, pois todos têm a oportunidade de troca de experiência entre si e com outros profissionais que vai além das quadras, como fisiologistas, fisioterapeutas, nutricionistas, médicos especialistas em medicina esportiva e de convivência com a rotina dos atletas de auto rendimento. É uma oportunidade de selecionar e trabalhar com os novos talentos da modalidade. Todas essas ações vão desenvolver o esporte e em especial ao BCR.


Os Campings contribuem na formação da base e no descobrimento de novos talentos, muitos atletas que estão participando hoje deste evento podem se tornar atletas de destaque no BCR.


113 visualizações0 comentário